Há pessoas que vivem apenas das ideias das suas cabeças. Atravessam o mundo por elas. Resistem a todos os nãos. Mais cedo ou mais tarde brilham. Saber sofrer é saber vencer.

OBRIGADO PELA SUA VISITA - DEIXE O SEU COMENTÁRIO
29
Set 09

  I have a dream, Tal como Martin Luther King, também tenho um sonho.

Sonho comigo em Arnoso Santa Maria daqui a alguns anos, em frente a um cruzeiro do Sec. XVI, que em tempos marcou um dos caminhos de S. Tiago de Compostela. Recentemente recuperaram um estreito atalho, muito bonito que ligava este cruzeiro, que é património nacional, ao lugar do outeiro, este atalho com um piso empedrado, que nos domingos encurtava o caminho dos habitantes do outeiro para irem á missa com os seus fatos domingueiros esteve durante anos esquecido, quase perdido entre a vegetação. Agora recuperado é percorrido por visitantes que procuram a tranquilidade da nossa terra. Em frente ao cruzeiro, existe, muito bem preservado um pedaço de troço de uma via que nascia em Vila do Conde e atravessava Arnoso até Braga. Da forma como este troço foi preservado podemos ter uma percepção da evolução dos tempos. Uma pequena via com pouco mais de 1,5 metros de largura, que em tempos idos era uma das mais importantes do concelho e que hoje podemos comparar com a larga auto-estrada que passa ao lado da freguesia. Deste local, e pelo simbolismo que tem, partem hoje peregrinos para S. Tiago de Compostela, são pessoas que insistem em manter viva a história e as tradições.
Deste lugar quase mágico temos um caminho que nos leva á Igreja da freguesia através de uma avenida com um largo passeio que dá segurança e tranquilidade aos peões e visitantes, Ésta igreja construída no sec XVII, dizem ser a mais bela do concelho, tem um interior maravilhoso, com um altar em talha dourada. Foi alvo de uma intervenção no exterior e dentro dos possíveis devolveram-lhe a sua traça original, estas obras antecipam as celebrações de mais do quarto centenário da sua construção. Ao lado da Igreja, onde outrora existia um passal, existe hoje um bar de um grupo de jovens, que muito inteligentemente o transformaram num bar museu, e onde homenageiam as actividades de cestaria e tecelagem, actividades que durante muitos anos ajudaram a alimentar as gentes desta terra. Lá podemos ver um antigo tear, algumas passadeiras e mantas, um banco onde os cesteiros preparavam a madeira e as ferramentas que utilizavam. Lá perto, na cave da casa paroquial, existe um museu onde podemos apreciar paramentos, livros antigos e objectos que a população doou em manifestações de fé. Como a hora do almoço se aproxima, acho que vou ficar mesmo por aqui, já que tem um óptimo parque de merendas e um parque infantil para entreter os miúdos.
Ao fim do almoço continuo a minha visita por esta terra. Passo pelo adro que também foi harmoniosamente recuperado. Mas continuemos a viagem que segue por um pequeno trilho que foi encalcetado e que dá acesso a uma fonte de água fresca. Um pequeno rego talhado na pedra conduz a agua a um tanque, que por sua vez a transborda para um tanque maior , tanque este onde outrora os cesteiros colocavam a madeira de molho antes de a prepararem para os seus cestos. Mais uma vez aqui se homenageiam os cesteiros. Até aqui se vê a nobreza do povo de Arnoso que honra os seus antepassados. Acho que vou parar um pouco por aqui, na sombra deste telhado que cobre o tanque. Este telhado não existia aqui. Foi colocado para substituir uma cobertura de cimento que aqui existia e que descaracterizava o local. Também não existe acesso a viaturas já que este local se destina apenas ao lazer dos habitantes e visitantes. A água que da bica jorra é pura, pelo menos é o que diz a placa da última análise que efectuaram. Depois de beber um pouco desta frescura e tranquilidade retomo a minha caminhada pois este estreito trilho que nos leva por uma escadaria com pequenos nichos que nos lembram as estações da morte de Cristo. Lá no alto está uma capela. É uma pequena capela dos anos 80 mas que tem belas pinturas no seu altar, mas o que verdadeiramente me traz aqui é a vista sobre o vale, aqui em cima sentimos que estamos no topo do mundo, e aqui acabo o dia a ver o por do sol., nesta linda terra de condes e onde se consta ter sido escrito o primeiro documento em português. De regresso vou pela calçada senhor dos passos, que por ser património municipal também merece uma visita. 
"O popule ab arnoso surge et ambula"
publicado por Paulo da Silva às 20:20
sinto-me:

Todos os direitos Reservados. A cópia e reprodução não autorizada dos textos e fotos deste blog é expressamente proibida. Plágio é CRIME!

Protected by Copyscape Plagiarism Checker
Posts mais comentados
4 comentários
2 comentários
1 comentário
1 comentário
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


Contador de Visitas
Contador de visitas
Visitantes online
pesquisar
 
links

blogs SAPO